segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Amor perfeito

Eu gostei muito dela e a amei de todos os jeitos e por muito tempo. Talvez tempo demais, vai saber. Esse amor teve muitas fases e todas diferentes.

Houve o tempo da carne e do desejo, hormonal e intenso como se espera de todo começo. Era o tempo do cheiro, do gosto e de toda vontade que eu nunca matei. Fase de invadi-la por todo lado, entrar em suas roupas, na tua boca, no teu peito, à força.

Como todo amor, veio o tempo da saudade e da lágrima solta sem aviso. Da distância que só fazia crescer e o tempo empoeirando aquela valsa mal dançada que primeiro nos uniu. Tudo que eu queria era um pedaço sussurrado do pensamento dela. Um grito desesperado chamando meu nome.

Foi-se tempo e lembrança demais. Mais do que se podia ou devia ter. Uma ou outra carta perdida, juras sem verdade e nunca mais. E era doce esta época de lembrança, de amor de infância, de como será? Passo a passo, vida de outras gentes, e outros sonhos.

E eu gostei muito dela e a amei todos os dias e de todos os jeitos e por tempo demais. Tempo suficiente para se tornar terno e morno. Tempo suficiente para que a experiência maltratasse o coração e trouxesse a calma que cedo ou tarde acaba por chegar.

Foi um amor contemplativo e platônico, cheio de cartas escritas que nunca serão mandadas. Foi um amor teórico em prosa, verso e métrica. Foi um amor do melhor jeito que eu sei amar. Manejando palavras e sonhos.

Foi perfeito, não houve oportunidade nem de macular este amor. Eu cuidei dele todos os dias por 10 anos ou mais e ofereci tudo o que havia de bom dentro de mim. Ela chorou em silêncio algumas vezes quando lembrava, mas nunca cedeu. Me manteu longe e eu gostei muitodela mesmo assim. Foi o amor mais bonito que houve, mas ela não quis.

Marcadores: , ,

18 Comentários:

Às 7 de outubro de 2008 08:32 , Blogger Mysterious Ways disse...

Talvez ela não tenha percebido porque você não quis ou não soube mostrar ... talvez você tenha se mantido longe e não ela ... vai saber ...
Ela ainda chora em silêncio. Esse amor é mesmo o mais bonito. Ainda é cedo pra você dizer que ela não o quis ...

Beijos

 
Às 7 de outubro de 2008 11:07 , Blogger Caféína disse...

Se não acabou, ainda não terminou. Se ela ainda existe, está aí!!!
Eu ja amei de verdade, e ´nos afastamos. ´´E chato quando fica sem final...

 
Às 8 de outubro de 2008 12:06 , Blogger Bel disse...

Amor de infância é uma delícia... mesmo com o "e ela não quis". Não deixa de ser belo, puro e bom de ser lembrado!!!

 
Às 10 de outubro de 2008 16:10 , Blogger Ana Amelia Teixeira disse...

aiiii posso mandar pra alguém esse texto?..me revelou por inteira..
vc está me fazendo chorar lendo isso...
buabuabuabua...


bjbjbjbj

 
Às 10 de outubro de 2008 17:45 , Blogger Caféína disse...

Só pq o post ta perfeito, vai sumir de novo?
beijo beijo

 
Às 14 de outubro de 2008 01:22 , Blogger Patricia Daltro disse...

bonito demais esse post.

 
Às 14 de outubro de 2008 05:56 , Blogger Ultra Violet disse...

E se fosse tivesse feito diferente? Talvez pudesse ter demonstrado com mais clareza o amor, mas quem vai saber agora né? O que está feito, tá feito.

Post lindo este, apaixonante.

Bjs.

 
Às 17 de outubro de 2008 12:27 , Blogger Talita Schneider disse...

Mas nunca é tarde para ela querer! :)

 
Às 19 de outubro de 2008 19:05 , Blogger Taíz Machado disse...

"se não era eterno... então não era amor..." ;)

se vc tocou no assunto novamente, é pq ele ainda está aí =D

 
Às 25 de outubro de 2008 09:18 , Blogger Mysterious Ways disse...

você faz falta ...

 
Às 25 de outubro de 2008 17:47 , Blogger lara disse...

Aí que lindo. Deu até vontade de chorar. Amei o blog, voltarei por aqui.

 
Às 29 de outubro de 2008 22:50 , Blogger Safa e Fada disse...

Adorei o blog!!! Estará nos meus favoritos!

=*
Fada

 
Às 9 de novembro de 2008 19:35 , Blogger nina. disse...

quanto tempo sumido, cade vc?

Oo

 
Às 10 de novembro de 2008 22:48 , Blogger Caféína disse...

Poxa
abandonou agente mesmo, heim?

 
Às 15 de novembro de 2008 12:21 , Blogger - | circunstâncias circunscritas | - disse...

Foi se o amor, e ficou se a sua vida! Onde virão outros amores tão mais intensos quanto este.
Basta somente acreditar!

Abraços
Por Lawrence Brito

 
Às 16 de novembro de 2008 16:32 , Blogger Dona Laura disse...

eu sempre leio você, e nunca consigo comentar nada. vc me cala, como pode?
hahaha
beijos better man, apareça!

 
Às 7 de fevereiro de 2009 13:25 , Anonymous Anônimo disse...

... e eles quase se beijaram na chuva....

 
Às 12 de maio de 2010 16:51 , Anonymous Anônimo disse...

É "Poeta das Estrelas" mais uma vez me fez chorar... belos tempos, belos dias, belas primaveras...
Ah! Ontem sonhei com vc!
Acho que nunca vou te esquecer mesmo!
Beijos
S.E.E.P.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial