segunda-feira, 31 de maio de 2010

Cai a noite

a luz do dia vai se misturando na noite
e há um silêncio tão profundo
que quase ouço esse dissolver.

minha melancolia se revala ao cair da tarde
e a solidão toma seu espaço
no vazio do coração.

a luz do dia se rende à dona lua
e minha paz parece crescer
o pensamento voa longe, longe.

Sempre em direção à você.

Marcadores: , ,

7 Comentários:

Às 1 de junho de 2010 03:54 , Blogger Milena Torres disse...

A lua sempre na sua perfeição!
Muito bonito isso que vc escreveu!
*-*

Beijos

 
Às 3 de junho de 2010 09:25 , Blogger Caféína disse...

Todo esse silêncio e solidão, toda essa poesia aqui, seu coração desse tamanho todo...como disse um amigo meu hoje "Talvez haja algo reservado"

 
Às 3 de junho de 2010 17:10 , Blogger Juliana. disse...

E ai? gostei sim!

"Sempre em direção a você"..
sempre em busca do amor!

Um abraço

 
Às 3 de junho de 2010 19:18 , Blogger Ben-Hur Bernard, B. Bernard, Ben-Hur Bernard Pereira Costa (oficial), Biú (para as minhas crianças), Ben (para os amigos), BHB (para Aline Lemos) disse...

Noite, luz, lua, pensamento... Melancolia (pricipalmente esta): há algo de bonito e de poético que tenha sido escrito sem esses ingredientes mágicos?

>retribuindo a visita!

 
Às 3 de junho de 2010 20:49 , Blogger Ana ® disse...

Olá blogueiro, obrigada pela visita, vim retribuir!
^^

 
Às 5 de junho de 2010 23:28 , Blogger Jacqueline Soares disse...

~'. Adooreei o texto, a noite e seus mistérios...
A últimaa frase, perfeição!
=]

Beeeijos

 
Às 24 de junho de 2010 13:03 , Blogger Karla Gisele disse...

Lindo!

"e minha paz parece crescer
o pensamento vo alonge, longe"

Adorei esse espaço! Já estou seguindo!
Beijosss


www.universoparticular.net

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial