terça-feira, 21 de julho de 2009

Tempo

Ah, esse silêncio que me consome.
Ah, essas coisas de calar.

São muitos silêncios.
E eu preciso calar.

;)

Devias estar aqui rente aos meus lábios
Eugénio de Andrade

"Devias estar aqui rente aos meus lábios
para dividir contigo esta amargura
dos meus dias partidos um a um

- Eu vi a terra limpa no teu rosto,
Só no teu rosto e nunca em mais nenhum"

6 Comentários:

Às 22 de julho de 2009 09:14 , Blogger Mysterious Ways disse...

Cala não!

 
Às 22 de julho de 2009 09:44 , Blogger Si Collet disse...

não gosto do silêncio.. adoro um som, uma música, uma voz, barulho dos bichos ou da chuva!

Cala não! [2]

 
Às 24 de julho de 2009 16:52 , OpenID sobrefatalismos disse...

Ñão se cala a voz de um artista.

 
Às 25 de julho de 2009 21:38 , Anonymous Cami disse...

Calar? Precisa? Que pena... que pecado... Não se prive. Não nos prive. Quando você cala o mundo fica menor.

 
Às 27 de julho de 2009 18:42 , Blogger Mysterious Ways disse...

cadêe vocêeeee?

 
Às 29 de julho de 2009 22:16 , Anonymous Anônimo disse...

Menino, o que enche tanto sua alma que transborda até meu coração?
Gosto de tudo aqui e me delicio sempre que venho! Parabéns!!

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial